Dengue em Manhuaçu: 367 notificações e 68 casos

 

Em Manhuaçu, o registro até o dia 28 de fevereiro é de 367 notificações com a confirmação de 68 pessoas com dengue. Um dos casos apresentou uma gravidade maior, mas com a ação do serviço de saúde a vítima se recuperou sem sequelas, conforme informação da Secretaria Municipal de Saúde.

A situação de Manhuaçu causa preocupação se comparada ao ano passado. Durante todo ano de 2012 foram notificados 160 casos de dengue, dos quais 23 deram positivos. Em 2013, somente nos meses de janeiro e fevereiro, registram-se em Manhuaçu 367 notificações, com 68 positivos até o dia 28/02, conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde. Esses números podem ainda ser maiores se levarmos em consideração os casos que não são notificados, o que ocorre com frequência. O que assusta é que a maioria dos focos foi encontrada nas residências (lajes, calhas, objetos inservíveis nos quintais, etc.), informa a coordenadora de Vigilância Ambiental Emilce Estanislau Fialho.

MAIS FOCOS: SÃO JORGE, NOSSA SENHORA APARECIDA E SANTANA

O mosquito Aedes aegypti está presente em toda a cidade, mas de acordo com Vigilância Ambiental de Manhuaçu, os locais onde se concentram mais focos são os bairros São Jorge (situação foi controlada com a participação de moradores, escola, alunos e funcionários da Secretaria de Saúde), Nossa Senhora Aparecida e Santana, que estão recebendo as ações dos agentes de combate a endemias que constam de visitação às casas e aplicação de inseticida em bombas costais.

PERÍODO MAIS CRÍTICO

Os meses compreendidos entre outubro e maio são os mais preocupantes, pois é neste período que acontecem as epidemias de dengue. A causa é o tempo chuvoso, quando a reprodução do Aedes aegypti é facilitada, uma vez que as larvas vivem na água. Outra causa é a troca de mandato em muitas prefeituras, já que diversos prefeitos retiraram recursos para o combate à doença e desmobilizaram equipes de controle, o que não ocorreu em Manhuaçu.  Estudo feito pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) mostra que as contaminações são provocadas por três diferentes tipos de dengue, que agem simultaneamente no estado. Dessa forma, a incidência de casos graves é maior.

DENGUE TIPO 4

Em setembro de 2011, a dengue tipo 4 foi registrada em Minas. Este sorotipo, que não era notificado no estado há 30 anos, se diferencia dos demais por poder ser contraído por quem já teve os outros tipos, o que também favorece o aumento de casos.

CONSCIENTIZAÇÃO

A Secretaria Municipal de Saúde alertou para a importância de eliminar possíveis focos da doença dentro das casas. Segundo o órgão, pesquisas constatam que mais de 80% dos criadouros de larvas estão em residências. Entre as ações de prevenção e combate, estão campanhas educativas e mutirões de limpeza e o mais importante, a eliminação da água parada.

REFORÇO DA FORÇA TAREFA

Para intensificar ainda mais as ações de combate ao mosquito da dengue, estará em Manhuaçu neste mês de março, provavelmente no início da segunda quinzena, a Força Tarefa do Estado de Minas Gerais. A Força Tarefa é uma grande equipe de profissionais que percorre o município em busca dos focos do Aedes aegypti. A informação foi dada pela coordenadora de Vigilância Ambiental de Manhuaçu, Emilce Estanislau.

 Fonte: Luiz Nascimento – portalcaparao@gmail.com

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: