PM prende quadrilha de tráfico acusada de homicídio em Manhumirim

A Polícia Militar de Manhumirim prendeu Lúcio Élcio da Silva, o “Élcio do Gás” e Cristiano de Oliveira Inocêncio e três adolescentes de 16 anos acusados de envolvimento com o tráfico e com

Lúcio Élcio foi preso pela PM em Manhumirim
Drogas foram apreendidas com Cristiano

crimes de homicídio na cidade.

Na noite de quarta-feira, dia 20, Dairon Andrade da Silva, foi morto com cinco tiros nas costas quando chegava na casa dele, no bairro Nossa Senhora da Penha. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e faleceu. A Polícia Militar recebeu informações anônimas afirmando que um menor envolvido com o tráfico de drogas no bairro, seria o autor do crime, a mando do traficante de nome Lúcio Élcio da Silva, conhecido como “Élcio do gás”, utilizando um revólver cedido por outro menor.

Equipe da PM de Manhumirim empenhou-se então na busca de informações. Na sexta-feira, a polícia conseguiu confirmar que o crime ocorreu em virtude de dívidas de droga. De acordo com a polícia, Dairon devia mais de quatro mil reais ao traficante “Élcio do gás” e vinha sofrendo ameaças de morte. A família do rapaz chegou a pagar 1.500 reais e prometeu quitar o restante na safra de café.

Segundo a Polícia Militar, mais duas pessoas estão marcadas para morrer: um menor também envolvido com tráfico e que teria dívidas de droga com “Élcio do gás” e outro um rapaz que teria mantido um romance com a esposa do traficante.

O garoto ameaçado foi baleado numa das mãos, no dia 19 (terça-feira) e está internado no hospital de Manhumirim. O autor do tiro seria um adolescente de Betim (região metropolitana de Belo Horizonte) e que está a serviço de “Élcio do gás” em Manhumirim.

PRISÕES

Empenhados na localização dos envolvidos, policiais de Manhumirim encontraram os menores no bairro Nossa Senhora da Penha. Um deles chegou a dispensar uma arma quando viu a viatura. Eles foram alcançados e apreendidos e apontaram como mandante do homicídio de Dairon, o traficante “Élcio do gás”, que acabou localizado mais tarde.

Durante a busca aos envolvidos no crime de homicídio, a Polícia Militar localizou também o adolescente de Betim que atirou no outro menor.

Na casa de Cristiano de Oliveira Inocêncio, vulgo “Magrelo”, que segundo a PM estava a serviço do tráfico de drogas para “Élcio do gás”, foram localizadas dezoito buchas de maconha e cinco pedras de crack, todas embaladas e prontas para a venda, uma balança de precisão, várias sacolas plásticas tipo “chup chup”, usadas para embalar drogas.

FICHAS EXTENSAS

Lúcio Élcio da Silva já cumpriu pena em Manhumirim por tráfico de drogas e porte ilegal de arma, mas assim que saiu da cadeia, voltou ao crime.

De acordo com a Polícia Militar, os menores apesar de terem apenas 16 anos, também possuem extenso registro de atos infracionais graves. O garoto que matou Dairon com vários tiros já foi apreendido em outras ocasiões por tráfico de drogas; furto; tentativa de homicídio; consumo de drogas; posse ilegal de arma de fogo; e homicídio.

Já o garoto que cedeu a arma para o crime, possui registros de apreensões por tráfico de drogas; consumo de drogas e ameaça.

O adolescente que veio de Betim possui registros em Manhumirim de tráfico de drogas; desobediência; tentativa de homicídio com arma de fogo; e posse de arma de fogo.

Todos os envolvidos foram encaminhados pela Polícia Militar para a delegacia.

 Fonte e fotos: PortalCaparaó/Com informaçõesda Polícia Militar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: