A cruz da JMJ passou pela cidade de Alto Caparaó

DSC_1247

DSC_1267

DSC_1277

No peito eu levo uma cruz, no meu coração o que disse Jesus

Na tarde deste sábado, 23, a Cruz da JMJ (Jornada Mundial da Juventude) passou pela cidade de Alto Caparaó. Em cima de uma saveiro, a Cruz passou pelo Córrego da Jacutinga, distrito de Alto Jequitibá e foi trazida pelos jovens  até a comunidade São Paulo Apostolo em Alto Caparaó, onde  por alguns minutos ficou exposta.

Havia  poucos jovens de Alto Caparaó presentes para receber um dos maiores legados deixado pelo Papa João Paulo segundo aos jovens Católicos de todo o mundo.

A cruz de Alto Caparaó retorna a Alto jequitibá e depois seque para outras cidades até chegar no Rio de Janeiro no dia 23 de julho para o grande evento.

 

A Jornada Mundial da Juventude será realizada no Rio de janeiro no dia 23 de julho desse ano. Mais de um milhão de jovens de todo o mundo é esperado para participar desse que é um dos maiores eventos da juventude Católica.

 

História da Cruz JMJ

A cruz da JMJ ficou conhecida por diversos nomes: Cruz do Ano Santo, Cruz do Jubileu, Cruz da JMJ, Cruz Peregrina, e muitos a chamam de Cruz dos Jovens porque ela foi entregue pelo Papa João Paulo II aos jovens para que a levassem por todo o mundo, a todos os lugares e a todo tempo.

A cruz de madeira de 3,8 metros foi construída e colocada como símbolo da fé católica, perto do altar principal na Basílica de São Pedro durante o Ano Santo da Redenção (Semana Santa de 1983 à Semana Santa de 1984). No final daquele ano, depois de fechar a Porta Santa, o Papa João Paulo II deu essa cruz como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade. Quem a recebeu, em nome de toda a juventude, foram os jovens do Centro Juvenil Internacional São Lourenço, em Roma. Estas foram as palavras do Papa naquela ocasião: “Meus queridos jovens, na conclusão do Ano Santo, eu confio a vocês o sinal deste Ano Jubilar: a Cruz de Cristo! Carreguem-na pelo mundo como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade, e anunciem a todos que somente na morte e ressurreição de Cristo podemos encontrar a salvação e a redenção” (Sua Santidade João Paulo II, Roma, 22 de abril de 2004).

Os jovens acolheram o desejo do Santo Padre. Desde 1984, a cruz da JMJ peregrinou pelo mundo, através da Europa, além da Cortina de Ferro, e para locais das Américas, Ásia, África e Austrália, estando presente em cada celebração internacional da Jornada Mundial da Juventude. Em 1994, a cruz começou um compromisso que, desde então, se tornou uma tradição: sua jornada anual pelas dioceses do país sede de cada JMJ internacional, como um meio de preparação espiritual para o grande evento.

Fonte: Site: JMJ/Rio 2013.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: