2º ENCONTRO DE CAFEICULTOR DE ALTOCAPARAÓ

Com participação de mais de 200  produtores de café,  foi realizado no dia 20 de abril  de 2012 na Escola Municipal Eugênio Tavares da Silva  o 2º encontro de Cafeicultores de Alto Caparaó . O evento foi realizado  pelo Escritório local da EMATER-MG, através do extensionista Valdeci, Gomes Soares em pareceria com a Prefeitura Municipal, Sindicato dos Trabalhadores Rurais  e apoio da Câmara de Vereadores e patrocinadores.

            O encontro contou com a participação do Prefeito Municipal José Jacomel Junior e do  Vice- Prefeito José Gomes Monteiro, do Gerente Regional da EMATER-MG  Rômulo Mathozinho de Carvalho e do coordenador Técnico  da EMATER-MG  Paulo Roberto V. Corrêa entre outras autoridades.

O Prefeito municipal fez a abertura do evento falando da necessidade de produzir um volume maior de café de qualidade e a necessidade de ter uma sala de prova de café no Município para que os cafeicultores possam conhecer o café produzido. O gerente regional da Emater falou  da importância da busca de obtenção da qualidade do café, o potencial do município em produzir cafés de qualidade e do programa certifica minas Café. 

             As palestras realizadas no encontro foram feitas pelos extensionistas da EMATER de Manhumirim Thiago Braga que falou sobre A Obtenção de Café de Qualidade e Rodrigo Cavalcanti que falou sobre o programa  Certifica Minas Café, ele que é técnico exclusivo do Programa de Certificação.

            O município de Alto Caparaó é um dos principais municípios produtores de café da região, com uma área estimada de 4.100 hectares, sendo 3.820  hectares em produção. A produtividade média é de 25 sacas beneficiadas por hectare o que garante uma produção estimada de 95.500 sacas de café. Pela localização, altitude e um microclima diferenciado, tem possibilitado a obtenção de cafés de qualidade, premiados em concursos de qualidade promovido pela  EMATER MG. Mas estas condições por si só não garantem a qualidade do café, sendo necessário maiores  cuidados por parte dos produtores de café. O que foi um dos temas do Encontro. Mas o cafeicultor precisa conhecer o custo de produção. Ou seja, quanto esta custando uma saca de café. Isto só é possível através de um bom gerenciamento da propriedade e assistência técnica de qualidade. O Programa Certifica Minas Café propicia o gerenciamento da propriedade e dispõe de técnicos exclusivo para fornecer assistência técnica aos cafeicultores inscritos no programa.

            No final do evento, houve sorteios de brindes ofertados pelos patrocinadores do evento e foi servido um lanche aos participantes

 

           

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: