Moradores da Praça da Matriz reclamam da constante bagunça feita por pessoas durante a madrugada.

Neste sábado, 04, moradores da Praça da Matriz (rua de cima) nos procuraram para reclamar da constante bagunça feita por pessoas durante a madrugada.
Segundo um morador que pediu para não ser identificado, pessoas ficam a noite toda na porta da Igreja Católica Imaculada Conceição bebendo, fumando e dizendo palavrões. Ele disse ainda que o coreto da praça também é alvo desses jovens que chegam na praça por volta das 22:00 hs e ficam até umas 3:00 hs da madrugada.“É comum encontrar na porta da Igreja e no coreto garrafas de bebidas alcoólicas, cigarros e preservativo”, relatou uma moradora.
A Igreja Católica Imaculada Conceição que é responsável pelo jardim informou através do coordenador que estudam a possibilidade de fecharem com grades o jardim para evitar a circulação e permanência de pessoas estranhas durante a madrugada no mesmo. O fechamento do jardim está previsto para os próximos meses.
O jardim vai ser fechado, a única praça de Alto Caparaó vai ter horário para ser aberta e fechada, mesmo assim os moradores acham que não é suficiente, porque essas pessoas continuaram fazendo bagunça ao redor da Praça.

Anúncios

6 Responses to Moradores da Praça da Matriz reclamam da constante bagunça feita por pessoas durante a madrugada.

  1. luciana disse:

    poxa e nós perderemos o acesso a pracinha, por causa de pessoas desocupadas, que não zelam pelo patrimonio q tem!!!. eu fui criada em alto caparaó. essa pracinha é um lugar maravilhoso pra se sentar e conversar com amigos. agora somos privados disso, por causa dessas pessoas? eu me mudei dessa cidade, mas amo alto caparaó. tenho orgulho de fazer parte dessa cidade. minha familia permanece aí. acho q deveriam tomar outras providencias. como colocar um guarda no local. ate por segurança dos bons q ficam ai. fechar a praça é nos privar.

  2. Ladsmar disse:

    Prezados leitores;
    O problema é antigo! A dificuldade maior é identificar esses baderneiros, pois para puní-los é preciso haver previsão legal. Há previsão na legislação brasileira que é o Art. 42 das Leis de Contravenções Penais, no entanto, para isso, o solicitante deve ligar para a PM e se identificar, dizendo inclusive quem é o autor da baderna e como ele tem perturbado o sossego desse ou daquele cidadão. O negócio é que ligam para a PM e quando o militar chega ao local, não constatam nada. Por que não constatam? Porque logicamente o baderneiro, o maconheiro, o marginal ao avistar a viatura, vai ficar quietinho, igual um “anjinho” e diante de tal situação, os militares ficam de pés e mãos amarradas. Por isso, sugiro que os cidadãos e cidadãs de bem que moram próximo a praça e que estão sendo lesados nos seus direitos à tranquilidade, ao sossego, que liguem para a PM e juntos, todos se identifiquem! A PM irá relacionar as diversas vítimas/solicitantes e irá levar os autores para a delegacia de Polícia Civil para que os autores assinem um TCO e logo após serão liberados, mas responderão judicialmente e terão despesas (cesta básica). Um dos maiores problemas é a omissão, ninguém quer aparecer. Ninguém quer acionar a PM e se identificar. Ora! Imagine você leitor, o policial militar chegar com um cidadão preso em flagrante delito, por ter o infrator infrigido a Lei das Contravenções Penais, em seu artigo 42, pena de “prisão simples, de quinze dias a três meses, ou multa” a quem “Perturbar alguém o trabalho ou o sossego alheios:

    I – COM GRITARIA OU ALGAZARRA;

    II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;

    III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;

    IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda”

    E ao confeccionar o BO, sequer uma vítima relacionada!!!! Que perturbação é essa que ninguém se pronunciou? Que perturbação é essa que não se apresentou ao local da ocorrência ao menos uma vítima, ou uma testemunha que tenha presenciado a algazarra, a gritaria, a perturbação em si. Uai! Eles perturbaram quem? Sugiro várias situações, tais como: vigia noturno, câmeras (olho vivo) e pessoas realmente dispostas a acabar com tal baderna, mas logicamente, vestindo a camisa, aparecendo, requerendo seus direitos, pedindo providências e mostrando a “cara”. Se cercarmos a praça e a baderna não acabar a próxima medida será nós cidadãos de bem nos mudarmos, sairmos de nossas residências por conta de maconheiros, baderneiros, desocupados, bandidos, marginais etc… Ora gente!!!! Vamos tomar providências racionais, vamos expulsar esses contraventores da praça. Se começar a registrar os boletins e eles começarem a responder judicialmente pela contravenção, vocês verão que as coisas vão mudar, pois esses “caras” não trabalham nem a pau. São vacinados contra serviço!!! Como vão pagar cestas básicas (penas pecuniárias)? Acionem a POLÍCIA e se identifiquem, essa é a melhor solução! Espero ter contribuído.

  3. Ricardo disse:

    Falou tudo Ladsmar. Galera para a PM trabalhar nessa situação, prender o bagunçeiro, é preciso ter embasamento. O que ocorre é que a pessoa liga e não quer se identificar e não dando o nome a PM vai fazer o que? Vamos começar a sair da moita. “Para que o mal vença basta que os bons se calem.”

  4. Eu no momento sugiro que colocasse câmeras para monitorar estas pessoas e serem identificadas pois nosso município é pequeno e fácil de se identificar estas pessoas , poderia ser colocado na rua de baixo, nas entradas e saídas da nossa cidade. Hoje com aparato tecnológico ficou mais pratico para poder monitorar locais públicos já temos internet nos principais pontos porque não ter câmeras de vigilância,

  5. marco antonio lovantino disse:

    Peço desculpa mas acho que a denuncia anonima neste caso traz para os moradores segurança,haja visto que estamos falando de baderneiros e sabe lá mais o que.podemos observar que a denuncia anonima tem ajudado muito as comunidades pacificadoras no rio.Desculpe é minha sugestão…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: