Ex-secretário Municipal de Saúde comenta matéria do Fantástico.

O ex-secretário municipal de saúde Marcos Antonio Lovantino comentou nesta terça-feira, 27, a matéria exibida no Fantástico no último domingo.
O Fantástico mostrou a triste realidade das Ambulâncias do SAMU em 07 Estados.

Veja o comentário:

Observamos o descaso de alguns profissionais da área, e de alguns líderes políticos, sabemos que nossos políticos tem bons planos de saúde, ou melhor é pago com nosso dinheiro, então eles não estão nem aí para o famoso SUS, por isto não votam a emenda constitucional 29,é todo ano a mesma ladainha, vimos as situações das ambulâncias, isto é o menor problema que enfrentamos, temos coisas piores que ficam por debaixo do calado. Vimos pessoas nos corredores dos hospitais bem dizer a mercê do descaso, fico indignado pois acho que a saúde deveria ser tratada com mais rigor mais fiscalização, investem dinheiro público em alguns hospitais que não estão sendo  usados e nem fiscalizado , nosso povo precisa ser mais unido, não adianta a televisão mostrar, denunciar, se nós não fazemos nada. Precisamos defender o Sus que é o nosso principal plano de saúde, agora quem não precisa usar o Sus pode pagar tudo particular não está nem aí.
Tem hospitais querendo que as prefeituras paguem também o que não é de sua responsabilidade. Que são os profissionais que atendem nos hospitais, é de responsabilidade dos hospitais com recursos enviados pelo ministério da saúde e secretaria do Estado de saúde. fica aqui meu protesto aqueles que querem tirar dos menos favorecidos uma saúde mais digna.
fico preocupado com aqueles que as vezes são considerados mortos e chegam ficar em um necrotério até um filho perceber que a mãe está viva. Já parou para pensar se fossem a mãe de algum de nós?

3 respostas para Ex-secretário Municipal de Saúde comenta matéria do Fantástico.

  1. Alexandre disse:

    “Precisamos defender o Sus que é o nosso principal plano de saúde, agora quem não precisa usar o Sus pode pagar tudo particular não está nem aí.
    Tem hospitais querendo que as prefeituras paguem também o que não é de sua responsabilidade.”

    Amigo zé, infelizmente isto é uma realidade. Ontem morreu uma criança recém-nascida no hospital de Manhumirim. A família era de Lajinha e foi as pressas para o hospital de Manhuaçu para que a mãe fizesse o parto. Era um caso de emergência onde a criança estava em uma posição errada (o pezinho do bebê já estava saindo). O hospital disse que não tinha vagas e eles foram até Manhumirim. Pelo atraso ao atendimento a criança teve complicações e veio a falecer um dia após o parto. Como você sempre procura alertar seus leitores e informá-los quanto aos ocorridos na região tá aí mais um caso para você investigar e trazer para nós.
    Continue com este blog que tem sido tão útil.

  2. lovantino disse:

    Concordo com você Alexandre, temos que defender o SUS porque é o nosso único meio de socorro na hora da enfermidade. O problema é que os Governos não respeitam e não investem no SUS como deveria.
    Existe dinheiro para muitos programas, mas para a saúde falta, tinha a tal da CPMF que diziam que era para a saúde, mas durante 10 anos de existência da mesma nunca foi destinada a saúde. Eles (Governo) queriam esse ano ressuscitar a CPMF com o mesmo discurso do passado.
    O engraçado é que dinheiro para reforma e construir campo de futebol para a Copa do Mundo em 2014 o Governo Federal, Estadual e Municipal tem dinheiro, mas para investir na saúde dizem que não tem. Isso é lamentável e triste, pois o povo está morrendo nas grandes filas dos Hospitais.
    Muitas pessoas estão aderindo aos planos de saúde que muitos Hospitais e outras empresas do ramo estão oferecendo para saírem das filas, mas outro problema surgiu, os Hospitais também não estão preparados para receberem esse povo, não estão estruturados para atenderem os pacientes de pequenos planos de saúde, o resultado é fila em consultórios médicos e falta de leitos nos Hospitais.
    A triste conclusão que chegamos é que a saúde pública no Brasil está a beira de um colapso, se não houver políticas claras, pessoas continuaram morrendo sem atendimento descente nos Hospitais.
    A corrupção e o não entendimento do Governo em relação a saúde pública são os grandes vilões para essa situação caótica que estamos vendo na Saúde pública desse país.

  3. ALGUÉM disse:

    Quando, si fala de saúde não podemos de deixa de falar de uma pessoa, que foi muito importante para desenvolvimento de nossa saúde…Essa pessoa e marco antônio que brigou dedicou o quanto esteve como secretario desta cidade , fazia o bem sem olhar a quem sofria junto com as pessoas no seu momento mais triste ;ele e um ser humano de um grande coração .que deixou seu trabalho marcado para quem reconhece; ninguém e insubstitúivel mas para mim não vai a existir outro como esse cara…. ok

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: